domingo, 18 de julho de 2010

Mulheres Não Gostam de Fazer Sexo?

Como? Ouvi bem? Ontem um conhecido me dizia essa "pérola" de frase, como se ainda fôssemos apenas um corpo que deve estar pronto e propício a saciar o desejo masculino e , em consequência, a procriar os xy dele, garantindo a continuação da espécie.Isso me lembra aula de biologia de primeiro grau. Hoje as coxas pensam antes de se separar, talvez aí exista um movimento feminino em "dar as costas" ao homem em algum momento dessa relação sexual.
São fantasias sexuais distintas, enquanto o homem tende a erotizar de forma mais sacana, a mulher prefere mais magia. Creio eu que isso venha lá incrustado nos nossos xx de inconsciente coletivo, ainda jaz a necessidade feminina de negar a culpa de sua sexualidade tão retaliada nos primórdios. Conheço inúmeras mulheres, inclusive eu, que têm "complexo de puta". Aquela sensação de sempre ser vista, tida como uma corruptora do racional masculino em prol da subjugação deste pelo desejo e atração do ninho da serpente. É ridículo, mas é verdade, rola um anti-clima quando a sexualidade é presente e consciente no corpo da mulher, a própria história vai reafirmando parte dessa praga de puta, a maioria põe de lado e vai pra cama, mas fica no ar sempre um desejo de não ser confundida.E, verdade seja dita, já ouvi coisas de alguns desavisados machos e trogloditas conscientes, que me dá asco. No fundo do baú do saco escrotal rola um pensamento nefasto dessa mulher poder dominar o falo, e uma clara suspeita de ali viver uma cabeça literal como a deles, que só pensa em tirar proveito dessa fragilidade fálica. Parte desse desencontro de fantasias existe porque a maioria faz sexo, não busca desfrutar do sexo a dois. A coisa é a dois, não é um comendo o outro somente, é dando prazer ao outro e tendo prazer com o outro, é um encontro de corpos sim, mas junto vai sexualidade mal resolvida e mal conhecida, vai tabu, repressão, emocionalidade distorcida, carência, crenças  e valores.
Você tira a roupa, mas deita na cama com todas as expectativas  de ser aceito, ser gostoso, com todos os medos de engravidar, pegar Aids, HPV, ser estuprada,brochar, não ter orgasmo. Caraca! É muita minhoca nessa cama, nessas horas a literalidade progesterônica ajuda e muito, o pinto ser um órgão externo favorece a vaidade, a expressão clara do poder de ereção , a pressão sanguínea no pênis a criar uma urgência para a ejaculação, força mais ao homem esse estado de alta concentração de adrenalina e embota outros sensos. Fora que essa fantasia sacana ela pode chegar a níveis bem pueris, o que de certa forma atiça o lado "lobo-mau" de caçador domando a fera. Creio eu, cá só pra nós, quando vulgariza essa mulher na fantasia dá a ele uma desculpa para sua sofreguidão ardente sem freios do que é pecado, e uma enorme desculpa para libertá-lo da culpa. Difícil é trazer todas essas questões para uma relação onde pouco se troca além do corpo, onde a fragilidades de ambos solapa o exercício da sexualidade e viva os hormônios e o tesão que tomam conta da festa e tudo termina num orgasmo gostoso, saciando o corpo, quando rola orgasmo e, quando fica no ar o que cada um deseja com isso.
Mulher que assume seus desejos, que os conhece, se dá prazer,se toca, reconhece onde goza mais, quer aprender onde pode gozar diferente, é uma mulher parceira no sexo. Essa vira as costas se está cansada, se ta puta com o parceiro, não como retaliação,mas porque pra ela tem que ter mais do que um pinto ereto cutucando ela embaixo do lençol.Parceiro sexual tem que entrar no clima dela, seduzir esse corpo emocional, cheio de hormônios que faz reagir mais e em cadência como entorno. Mulher é receptiva, um cálice meio-cheio de abundante calor e umidade que flui ao sabor de toques, afagos, pressão,força na medida certa do jogo de sedução, seja na fantasia de tímida imatura diante de seu professor mais velho, seja ela a dona do garotão inocente a lhe dar noções básicas de despertar uma mulher. A versatilidade feminina pode ser um ingrediente a mais,desde que exista uma cooperação do parceiro a lhe fazer sentir-se fêmea, amante, desejada, toda fantasia é possível a dois,desde que exista em comum a intenção de ter prazer a dois.

Tem muito homem que não faz sexo com uma mulher, faz só com o corpo dela e com ele mesmo e sua fértil imaginação.

5 comentários:

Beta disse...

Sua frase final é perfeita!!!
Nós adoramos fazer sexo, não gostamos é de homens que não SABEM fazer sexo...

bj

Celamar Maione disse...

Belo texto !
Pois é....mito, né ?
Quem disse que mulher não gosta de sexo ? Ela quer apenas ser respeitada, bem tratada, carinho, desejo e tesão na hora H. Seria tão simples , se não complicassem tanto o sexo.
Hoje tem até manual ensinando a fazer sexo. Coisa que não se ensina. É instinto. Acontece. Melhor quando é feito com corpo, alma e coração. Raro. Já que hoje o sexo está banalizando, daí tantas " neuras " e dúvidas.
Beijão

Celamar Maione disse...

Errata : " banalizado."

Liana disse...

é... adoooroooo sexo... sexo por sexo, sexo com amor... sexo. Mas o final do seu post disse tudo: não gosto de homens que não sabem fazer sexo com mulheres.

Bardon disse...

Excelente texto!!!

Acredito que outros homens devessem ter conciencia dessa realidade e das necessidades femininas.

Parabéns mais uma vez pelas palavras e pela iniciativa de exteriorizá-las!